segunda-feira, 30 de março de 2015

quero ouvir-te
tão alto
que é pra ver
se me calo.
de tão inseguro
acabou-se o futuro.

poeta

se eu tivesse a calma
daquele poeta
teria na minha palma
mais que uma moeda

verão

eu verão
você inverno
quando menos espero
estou no inferno

quinta-feira, 26 de março de 2015

Homenagem a uma menininha

Onde estás agora
Doce pequena?
Pela eternidade, Brilhará serena
Tiveras o coração grande
Suficiente pra nos ensinar
Qualquer coisa sobre amar
Sobre revolucionar,
E na ingenuidade da infância
Nos deu lições de tolerância
Mais do que a saudade
Que aperta em nosso peito
Fica o valor do respeito
Pra mim és inspiração
Tens por toda vida lugar em minh'alma
as lembranças e a falta